Parque da Cidade

Brooklin sedia o maior empreendimento da cidade, o Parque da Cidade.

O Complexo Parque da Cidade terá cinco torres corporativas, shopping, hotel, um prédio comercial e dois residenciais além de espaço de lazer com pistas de corrida, restaurantes e bares.

O megaempreendimento ocupa um terreno de 80 mil m² entre a Marginal Pinheiros e o alongamento da Avenida Chucri Zaidan, uma das regiões mais disputadas do bairro.

A Odebrecht é a responsável pelo projeto e o diretor diz: “Trata-se de um condomínio aberto à população, sem muros, à disposição da vizinhança. Na nossa visão, ele não se resume a um empreendimento imobiliário, mas de urbanismo”.

O objetivo de oferecer lazer, moradia e trabalho no mesmo lugar já existe na cidade mas, não numa proporção tão grande como o Parque da Cidade.A expectativa é que o shopping e o hotel sejam os primeiros a ficarem prontos em 2015, o edifício comercial e duas das cinco torres também devem ficar prontos no mesmo ano. Já as 599 unidades residenciais só serão lançadas em 2016.

Vila afunda no Brooklin:

No começo do ano uma vila dos anos1960 no Brooklin afundou. Foram 17 casas com rachaduras nas paredes e trincas nos muros.Os moradores culparam a empreiteira Brookfield por erguer dois edifícios de 26 andares ao lado dos imóveis danificados.

Com o afundamento das casas, os moradores relatam que o esgoto retornava
para a casa através do ralo todos os dias, o asfalto das ruas ficou
cheio de crateras e era visível o desnível entre o piso da sala e o
quintal das casas.

Perícia feita na área acusou o condomínio vizinho Brooklin Park da Brookfield de ter rebaixado o lençol freático tendo causado o afundamento.

O drama dos moradores não veio de agora, ele vem se arrastando desde 2008
quando começou a construção do Brooklin Park. Na época, a Brookfield
alugou casas para os moradores da vila e prometeu entregar todos os
imóveis reformados e sem danos.

Quando o 2° condomínio já estava com as fundações erguidas a 15 metros dali,
as rachaduras voltaram a aparecer nos sobrados recém reformados, o que
ajudou a danificar ainda mais as casas com o afundamento.

Operação Cata Bagulho

A operação cata bagulho é um projeto desenvolvido pela Prefeitura de São
Paulo realizada em todas as subprefeituras e tem como objetivo evitar
que móveis velhos, eletrodomésticos quebrados e pedaços de metal e madeiras sejam
depositados em vias públicas ou córregos.

Qualquer coisa que você não use mais seja mesas cadeiras, sofás, pneus velhos, colchões, madeiras a operação leva..

No Brooklin, as ações acontecem todo os sábados, o caminhão que recolhe os
objetos passa nas ruas Av. Santo Amaro, Rua Michigan, Rua Carlos Rega,
Av. das Nações Unidas e a Av. dos Bandeirantes.

Lembrando que os objetos podem ser deixados na porta das casas que os caminhões pegam ao passar.